Agri Marketplace consolida parcerias no mercado brasileiro

Fruto do trabalho de consultoria, desenvolvimento comercial e representação local da equipa da Market Access no Brasil, a Agri Marketplace viajou em Janeiro de 2020 para o mercado brasileiro. Ao longo de quatro dias, a Agri Marketplace participou em inúmeras reuniões com produtores agrícolas e distribuidores de produtos alimentares. A equipa da Market Access no Brasil tem representado comercialmente a Agri Marketplace no mercado, através de um trabalho de prospeção comercial, consultoria em negócios internacionais, agendamento e desenvolvimento de reuniões com potenciais parceiros.

O objetivo da Agri Marketplace é muito simples: “tornar-se a maior plataforma de transação de produtos agrícolas, conectando agricultores e indústrias em todo o mundo.” O mercado agroalimentar brasileiro foi, desde cedo, uma prioridade para a Agri Marketplace, devido à sua contribuição para a economia e o PIB brasileiro (21,1% do PIB em 2018*).

Ao longo de uma semana, a Agri Marketplace teve oportunidade de reunir com a Agtech Garage (Piracicaba, SP, Brasil) – a maior aceleradora de agtechs da América Latina -, de conhecer cooperativas como a COCAPIL – Cooperativa dos Cafeicultores e Agropecuaristas de Ibinaci – uma das maiores cooperativas de produtores da região mineira (Estado de Minas Gerais) da Alta Mogiana -, e a COOXUPÉ – a maior cooperativa da Mogiana mineira (Estado de Minas Gerais) que concentra 17mil associados. A visita ao mercado brasileiro passou ainda pela Fazenda Bela Época – a maior produtora da região da Alta Mogiana, fornecedora de grandes marcas de café brasileiras e internacionais.

Fundada em 2016, a Agri Marketplace é uma plataforma digital B2B que tem como objetivo transacionar produtos agrícolas, conectando agricultores e indústrias em todos o mundo. A empresa disponibilizou a sua solução tecnológica em 2017, tendo até ao momento transacionado mais de 7,2 milhões de euros em produtos agrícolas nos diversos mercados onde está presente. Em 2019, a plataforma digital recebeu um investimento de 600 mil euros da Portugal Ventures e venceu o programa de inovação agroalimentar promovido pelo Instituto Europeu de Inovação e Tecnologia (EIT).

*Segundo dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (CEPEA/USP) em parceria com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

Partilhe este artigo

Copiar link para a área de transferência

Copiar